segunda-feira, 20 de julho de 2009

Sessão CineClube - O Céu Que Nos Protege - 22 de julho - quarta-feira - 19 horas




Nos anos 20, um casal em crise e um amigo decide ir para a África sem nenhum motivo em especial. Lá eles vivem experiências marcantes sob o sol do Saara e aprendem a se conhecer melhor. Dirigido por Bernardo Bertolucci (Último Tango em Paris) e com Debra Winger, John Malkovich e Campbell Scott no elenco.

Ficha Técnica
Título Original: The Sheltering Sky
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 138 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1990
Estúdio: TAO Film / Aldrich Group / Film Trustees Ltd. / Recorded Picture Company / Sahara CompanyDistribuição: Warner Bros.Direção: Bernardo BertolucciRoteiro: Mark Peploe e Bernardo Bertolucci, baseado em livro de Paul Bowles
Produção: Jeremy ThomasMúsica: Ryuichi Sakamoto e Richard HorowitzFotografia: Vittorio Storaro
Desenho de Produção: Ferdinando Scarfiotti e Gianni Silvestri
Direção de Arte: Andrew Sanders
Figurino: James Acheson
Edição: Gabriella Cristiani ElencoDebra Winger (Kit Moresby)John Malkovich (Port Moresby)Campbell Scott (George Tunner)Jill Bennett (Sra. Lyle)Timothy Spall (Eric Lyle)Eric Vu-An (Belqassim)Amina Annabi (Mahrnia)Philippe Morer-Genoud (Capitão Broussard)Sotigui Kouyaté (Abdelkader)Tom Novembre (Oficial da imigração francesa)Paul Bowles (Narrador - voz)Ben Smail (Smail)

Sinopse
Logo após o final da 2ª Guerra Mundial Kit (Debra Winger) e Port Moresby (John Malkovich), um casal de americanos que vive em Nova York, viajam para a África. Eles não se consideram turistas mas viajantes, pois o turista quando chega já pensa em voltar, enquanto o viajante pode nem voltar. George Tunner (Campbell Scott), um amigo do casal e turista os acompanha. Kit e Port esperam que novas experiências lhes dê um novo rumo na vida, reconstrua o amor e preencha suas vidas vazias, pois a relação está em crise e se algo não acontecer o casamento tende a acabar. Os dois tem uma discussão e Kit não quer sair, assim Port fica vagando e um desconhecido, Smail (Ben Smail), puxa conversa e lhe oferece uma prostituta, Mahrnia (Amina Annabi), com quem Port fica algumas horas. Acontece que além desta profissão ela é uma ladra e rouba a carteira de Port, que a recupera e faz a besteira de mostrar para ela que tinha recuperado a carteira. Ela então dá um sinal e Port é perseguido e roubado por uma turma. Só no dia seguinte chega ao hotel, quando Kit e George se preparavam para sair. Logo Kit e Port teriam outro desentendimento, pois vão para Boussif e um casal, que é hóspede no mesmo hotel, os convidou para irem no Mercedes deles, que é mais rápida, confortável e segura que o trem. Mas há pequeno problema: só dois poderão ir. Port insiste que deixem George e aproveitem o convite, mas Kit não cede e vai de trem com Tunner, enquanto Port viaja sozinho com o casal, que tem uma conversa pouco agradável. Mas George tratou de relaxar Kit, pois levou várias garrafas de champanhe para tornar o trajeto mais agradável. No dia seguinte, já em Boussif, Kit acorda por volta do meio-dia nua e vê George despido ao seu lado. Isto a deixa em pânico, mas Port já tinha pressentido que algo estava acontecendo.

5 comentários:

  1. Grande iniciativa, estarei presente sempre que possível. Visite o meu blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom filme; me surpreendeu!
    Para o mês de agosto, se a programação segue almejando a idéia de "cinema brasileiro", sugiro "Noite vazia": um filme de Walter Hugo Khouri (quem, segundo meu amigo Hélio Cordeiro, era considerado o Bergman brasileiro). O filme concorreu à Palma de Ouro do Festival de Cannes, na França, em 1965.
    Tenho o filme em dvd e seria um prazer disponibilizá-lo para exibição neste cine clube.

    ResponderExcluir